domingo, 11 de julho de 2010

Mais do que se pode querer...


Dedico essas palavras àqueles que me dedicam tempo e amor. Àqueles que não são família, não são de sangue, mas são de peito, coração, aliança espontânea, firmeza, rocha, alicerce.
Àqueles que não estão comigo o tempo todo, não vivem sob o mesmo teto, mas quando preciso, quando quero e nem grito, aparecem. Alguns até adivinham. Dedico essas palavras para aqueles que tenho meu maior amor: à vocês! Amigos(as) que fiz irmãos(as).
Àquela que faz o melhor brigadeiro de bêbada e me ouve falar mil vezes sobre o mesmo assunto. A que é parte de mim perdida no mundo.
Àquele que sempre sabe quando eu preciso e, mesmo nos estranhando às vezes, não me abandona, não desiste de mim. Obrigada por me fazer seguir.
Àquela que está perto, a quem faço confidências quase diárias e me meto nas maiores loucurar. À ela que faz muito por mim e sabe que sou capaz de muito por ela.
Àquele que é novo no peito, mas parece antigo na alma. Espero que permaneça.
Sem vocês (minha melhor família) estaria perdida. Vocês são ponte, moradia, essência e essencialmente essenciais em minha vida.
São aqueles que me colocam pra cima, fazem guerra de travesseiros, noites de pijama, baladas insanas ou uma conversa de quarenta minutos ao telefone sobre coisas banais que surtem efeito relaxante no dia.
A todos vocês fica aqui o meu agradecimento. Sou quem sou porque estão comigo. Elegi vocês e por sorte fui eleita em troca.

Isa G.

Um comentário:

  1. Gostei do seu blog, sentimentos verdadeiros, :D
    to seguindo ..
    beijos

    ResponderExcluir